Uma janela sobre o mundo bíblico

Os leitores não estariam mais livres e conscientes se entendessem melhor a interferência Greco-Romana nas escrituras Bíblicas? Como estudiosos que são, por que não o fazem?



  • Pergunta de Gasparin, São Bernardo do Campo / SP
  • 933
  • 07/09/2015
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Império Romano |


Olá Gasparin de São Bernardo do Campo - SP

Sua pergunta tem tudo com o estudo dos livros do Novo Testamento e Antigo Testamento. Não se pode ter a pretensão de entender o texto sagrado, sem conhecer a situação histórica, política, religiosa e social em que ele nasceu. No caso de sua pergunta, a resposta é esta: temos que conhecer os personagens e os fatos que movimentaram a história dos Impérios Grego e Romano. Boa parte dos livros sagrados surgiram neste contexto histórico.

Digo isto, pois há muitos anos estudo o Novo Testamento, para as aulas no Instituto de Teologia, na cadeira de introdução ao Novo Testamento e dos livros do Novo Testamento. Também acompanho curso do Novo Testamento para lideranças nas comunidades. Sempre foi uma preocupação na parte introdutória do estudo de qualquer um dos livros, a localização histórica e geográfica.

Atualmente em nossa comunidade acompanho um grupo de lideranças com o estudo do livro do Apocalipse. A realidade é esta na parte introdutória para melhor compreensão estuda-se o Império Romano em especial o Imperador Nero na perseguição de 64 d. C. e Domiciano na perseguição aos cristãos em 95 d.C.

Este estudo é importante chave de leitura, que não pode ser desprezado.

Neste portal, já foram respondidas muitas perguntas que falam desta realidade.

Uma resposta que acompanhei deixo como ilustração:

“Qual a situação política da Palestina no tempo de Jesus? Por quem era governada?”

Recomendo para o estudo do Novo Testamento, fazer a linha Histórica do Tempo, isto é um quadro cronológico, onde seriam colocados em forma linear os fatos acontecidos do ano 63 a. C, com a conquista da Palestina por Pompeu até o Imperador Adriano e a dispersão dos Judeus n o ano 135 d.C.

Neste quadro cronológico coloca-se os fatos da história do Império Romano, nome dos Imperadores e conquistas, em uma linha abaixo, os fatos ligados a vida de Jesus e as comunidade, junto com os 27 livros do Novo Testamento conforme o ano que foram escritos.

Consulta:

CASONATTO, ODALBERTO DOMINGOS, Como ler o Novo Testamento, em subsídios para a evangelização, Instituto de Teologia de Passo Fundo, (uso acadêmico), 1996

SAULNIER, CHRISTIANE; ROLLAND, BERNARD,A palestina no tempo de Jesus, cadernos Bíblicos 27, tradução de José Raimundo Vidigal, 2ª. edição, Paulinas, São Paulo, 1986.

A.C.O e C.P.O, Jesus sua terra, seu povo, sua proposta, 4°. volume, Rio de janeiro, 1990.

933 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook