Uma janela sobre o mundo bíblico

Em que ano, mês e dia foi realizada a primeira escola dominical no Brasil? E qual o nome dessa pessoa?



  • Pergunta de Ivonete, Monte Mor
  • 21406
  • 06/01/2011
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Bíblia no Brasil | Bíblia no Brasil | Escola Bíblica



Olá Ivonete de Monte Mor!



A tua pergunta Ivonete é difícil de responder. Muitas denominações reevindicam serem as primeiras a começarem com a Escola Dominical. Encontramos dificuldades em determinar, porque muitos historiadores consideram a primeira Escola Dominical somente aquela que foi ministrada em Português. Se partimos deste presuposto temos que considerar outros nomes datas e lugares. Para facilitar uma resposta, teremos que optar por alguns critérios e vejo que muitas discussões são estéreis e sem muita importância. Optamos por considerar três momentos importantes no surgimento da Escola Dominical no Brasil: A Escola Dominical iniciada pela Igreja Metodista, a Escola Dominical dos Congregacionais e a Escola dos Presbiteranos. Assim elencamos: 1. Os Metodistas são considerados os Pioneiros da Escola Dominical A grande maioria dos historiadores narraram como sendo os metodistas os pioneiros da escola dominical no Brasil. No dia 28 de junho de 1835 partiu de Baltimore nos Estados Unidos ao Brasil, o Rev. Fountain E. Pitts, chegando no Rio de janeiro em 19 de agosto de 1835, permaneceu no Rio de Janeiro durante alguns meses, viajando em seguida para Montevidéu que era o objetivo final de sua viagem. Nestas duas semanas reuniu no Rio de Janeiro estrangeiros que ali viviam e trabalhavam. O Rev. Pitts, entusiasmado com as perspectivas do trabalho evangélico, viu a possibilidade da implantação de uma missão Metodista no Brasil. No dia 2 de setembro de 1835, ele escreve ao secretário correspondente da Sociedade Missionária da Igreja Metodista Episcopal (IME), fazendo a solicitação, que foi atendida e no ano de 1836, o Rev. Justin Spaulding chegou ao Brasil com a esposa, um filho Levy e a empregada e logo organizou no Rio de Janeiro, entre estrangeiros ali residentes (grupo iniciado por Pitts) aproximadamente 40 pessoas uma congregação com estrangeiros. Viu como necessidade primeira a ser trabalhada abrir uma Escola Dominical (mesmo antes de organizar os cultos). No mes de junho abriu uma Escola Dominical que iniciou com 30 alunos, sendo estes na maioria estrangeiros e poucos brasileiros, mas optou que o ensino na Escola Dominical seria inicialmente em língua inglesa. Por ser esta Escola Dominical na língua inglesa, (muitos dos membros eram estrangeiros de fala inglesa), muitos historiadores não consideram esta Escola Dominical iniciada pelos Metodistas como sendo a primeira Escola Dominical em Português. O trabalho Metodista apesar de ter sido bem iniciado, teve curta duração: a missão metodista, encerrou as suas atividades no Brasil em 1841. Neste mesmo ano o Rev. Spaulding retornou aos Estados Unidos. A missão Metodista reiniciou as atividades em 05/08/1867, com a chegada do Rev. Junius Eastham Newman (1819-1895) no Rio de Janeiro. 2. Os Congregacionais optam por uma Escola Dominical definitiva O Dr. Robert Reid Kalley (1809-1888), médico e pastor escocês, acompanhado de sua esposa, Srª Sarah Poulton Kalley (1825-1907), desembarcou no Rio de Janeiro no dia 10/05/1855, proveniente da Inglaterra. Eles são considerados os fundadores da Escola Dominical no Brasil. Em 19 de agosto de 1855, na cidade de Petrópolis, no Rio de Janeiro, eles dirigiram a primeira Escola Dominical brasileira. Apenas quatro crianças assistiram a primeira aula. Mas foi suficiente para que seu trabalho florecesse e alcançasse os lugares mais retirados de nosso país. Desta Escola Dominical surgiu à Igreja Congregacional no Brasil. Hoje, no local onde funcionou a primeira Escola Dominical do Brasil, acha-se instalado um Colégio (Colégio Opção, R. Casemiro de Abreu). Mas ainda é possível ver o memorial que registra este tão singular momento do ensino da Palavra de Deus. Houve, sim, reuniões de Escola Dominical antes de 1855, no Rio de Janeiro, porém, em caráter interno e no idioma inglês, entre os membros da comunidade americana. 3. Os Presbiterianos e o surgimento da Escola Dominical O Rev. Ashbel Green Simonton (1833-1867) é considerado o primeiro missionário presbiteriano a se estabelecer no Brasil (12/8/1859). Preocupado com a língua Portuguesa, Simonton, antes de vir para o Brasil estudou Português em New York, mas chegando ao Brasil ainda não se sentia seguro para pregar nesta nova língua. Inicialmente no Rio de Janeiro foram muitas as preocupações em aprender a nova língua. Fez diversas tentativas, querendo ensinar Inglês em troca de lições em Português, morando com famílias portuguesas etc. Somente, em 22 de abril de 1860, ele criou coragem e começou uma classe de Escola Dominical no Rio de Janeiro, alugou um quarto por um período de quase seis meses. Os textos usados com as cinco crianças presentes (três americanas da família Eubank e duas alemãs da família Knaack), foram: A Bíblia, O Catecismo de História Sagrada e o Progresso do Peregrino, de Bunyan. O trabalho seguiu adiante e a primeira Escola Dominical organizada em São Paulo pelos Presbiterianos, ocorreu no dia 17 de abril de 1864, com sete crianças, sob a direção do Rev. Alexander L. Blackford (1829-1890), que se encontrava no Brasil desde 25/7/1860. Este trabalho permaneceu sendo seguido de um ato de Culto. Esta foi a caminhada percorrida no período do surgimento da Escola Dominical no Brasil. Existiram muitas barreiras e medos a superar, mas a vontade sem limites destes missionários estrangeiros logrou êxito. A Escola Dominical torna-se assim uma realidade junto as diferentes Igreja Evangélicas que foram se estabelecendo no pais. Foi a Escola Dominical que formou uma nova geração de evangélicos, conhecedores da Palavra de Deus e difusores dos princípios de suas Igrejas.


21406 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook