Uma janela sobre o mundo bíblico

Quando Jesus fala do rico e Lázaro, trata-se de uma parábola, já que usa nome próprio?



  • Pergunta de Vilmar Antônio, Indaial, SC
  • 6233
  • 01/11/2015
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Parábolas | Lázaro | Ricos/Riqueza


Trata-se, sem dúvidas, de uma parábola, isto é, uma estória, inventada, contada para transmitir uma mensagem verdadeira, fundamental para a fé cristã.

Para entender melhor o texto que se encontra em Lucas 16,19-31, vamos ver como está dividido:

  • Versículos 19-21: a situação dos dois nesta vida
  • Versículo 22: situação deles na outra vida
  • Versículos 23-26: a primeira conversa entre o rico e Abraão
  • Versículos 27-29: a segunda conversa entre o rico e Abraão
  • Versículos 30-31: a terceira conversa entre o rico e Abraão

Quando lemos um texto como este, é fundamental prestar atenção naquilo que diz o texto. Primeiro de tudo, ele mostra a situação social do tempo de Cristo, mas pode também revelar a nossa realidade, aquilo que vivemos no século XXI. Trata-se de uma denúncia forte desta situação, pois mostra como Deus pensa o contrário. Por uma parte aparece a riqueza agressiva e por outra o pobre sem vez, sem direito. Aquilo que separa as duas realidades é a porta fechada do rico

Podemos notar alguns aspectos, para entender bem a mensagem:

  1. Aparecem três pessoas: o probre, o rico e o pai Abraão.
  2. O probre tem um nome, mas não fala; apenas existe. Os seus amigos são cachorrinhos que lembem suas feridas.
  3. O rico não tem nome, mas fala sempre. Quer ter razão, mas não consegue.
  4. Abraão é pai de todos os dois, e quer bem a ambos, embora não consiga convencer o rico a se converter.

Para conseguirmos entender bem a mensagem, precisamos nos concentrar na conversa entre o rico e Abraão, principalmente aos argumentos do rico e aos argumentos de Abraão.

 

Por que o pobre tem nome?

Ele se chama Lázaro e não diz nenhuma palavra. Mostrando o contraste entre o rico e o pobre, a parábola tenta explicar que Lázaro é um instrumento para a conversão do rico. Se ele tivesse acolhido esse homem, também teria um nome. E o nome do pobre não é sem significado: lázaro quer dizer "Deus ajuda". Através do pobre Deus ajuda o rico! O problema é saber se esse último aceita ser ajudado pelo pobre e graças a ele ter o seu nome escrito no livro da vida.

O pobre morre antes do rico, na parábola. Até que o pobre está vivo, o rico tem chance de se salvar, de mostrar sua atitude de fé em Deus, que se revela através de gestos concretos. Depois é tarde demais.

 

Mensagem para nós hoje

A parábola é uma admoestação para nós, ricos de hoje. Quem se fecha em si mesmo, perde Deus, perde a riqueza e perde a vida; perde a si mesmo, fica sem nome. O pobre, que não possui nada, tem Deus, a vida, tem nome. Deus vem até nós através do pobre; através dele, nos ajuda (Lázaro!) a ganhar a vida eterna. Deus vem até nós através dos pobres que encontramos no dia a dia. Jesus é o pobre, rejeitado por todos, sevo, cuja morte muda todas as coisas.

O tormento no qual se encontra o rico depois da morte é a situação da pessoa que não tem Deus no seu coração, que não acolhe a mensagem da Palavra divina.

6233 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook