Uma janela sobre o mundo bíblico

Quantas pessoas entraram no Egito, quanto tempo ficaram e quantas pessoas de lá saíram?



  • Pergunta de Simone Rodrigues, Esmeralda
  • 6585
  • 18/11/2015
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Egito | José do Egito | Êxodo


São três perguntas que podemos responder somente com os textos bíblicos. As informações que temos estão na Bíblia e fora dela não há nada que nos ajude nessa impressa. O povo hebreu é mencionado fora da Bíblia, mas nada há sobre o seu número no Egito e sobre a etapa vivida no deserto, durante o Êxodo do Egito, com Moisés, até a conquista da Terra Prometida, com Josué.

 

Entrando no Egito

Sabemos, através da história contada a partir de Gênesis 37, que José, filho do patriarca Jacó, vendido pelos irmãos a uma caravana, foi o precursor da presença dos hebreus junto a terra dos faraós. Tendo chegado na região como escravo, conseguiu se destacar e conquistou a simpatia dos governantes. Houve um período de carestia na terra de Israel e toda a família de Jacó, depois da saga, contada a partir de Gênesis 42, chegou no Egito, convidado pelo Faraó.

Gênesis 46,6 assim diz, a propósito de quem foi para o Egito:

Eles tomaram seus rebanhos e tudo o que tinham adquirido na terra de Canaã e vieram para o Egito, Jacó e todos os seus descendentes com ele: seus filhos e os filhos de seus filhos, suas filhas e as filhas de seus filhos; todos os seus descendentes ele os leveou consigo par ao Egito.

Mais adiante, em 46,27, Gênesis diz que o total das pessoas da família de Jacó que vieram para o Egito foi de setenta. Atos dos Apóstolos, em 7,14, menciona que esse número foi de 75 pessoas. Isso é por causa da tradução grega do texto de Gênesis 46, que acrescenta 5 descendentes de Efraim e Manassés.

 

Os filhos de Israel se tornam numerosos

O livro do Êxodo inicia contanto que, depois da morte de José e seus irmãos, no Egito, "os Israelitas foram fecundos e se multiplicaram; tornaram-se cada vez mais numerosos e poderosos, a tal ponto que o país ficou repleto deles" (Êxodo 1,7). Eles então foram condenados ao trabalho escravo, por um Faraó que não conhecera a história de José e seus irmãos. Esse mesmo soberano ordenou que as crianças dos hebreus que nascessem homem fossem assassinadas. Assim acontece a salvação milagrosa de Moisés.

Portanto, sabemos apenas que os hebreus no Egito eram tantos, mas não temos informações sobre o número.

Em relação ao período, sabemos que José e seus irmãos eram mortos. E para que a população aumentasse, temos que imaginar várias gerações. Poderíamos hipotisar um período de 200-300 anos, mas é uma simples hipótese, sem nenhuma base histórica.

 

Saída do Egito

Moisés foi o escolhido por Deus para libertar o povo que sofria a escravidão na terra do faraó. Todo o livro do Êxodo conta esse processo, que começou com a vocação de Moisés, com as pragas do Egito e a passagem pelo Mar Vermelho, até culminar, 40 anos mais tarde, na conquista da Terra Prometida.

Em relação aos números, as cifras presentes na Bíblia devem ser lidar como simbólicas.

Êxodo 12,37 se diz:

Os israelitas partiram de Ramsés em direção a Sucot, cerca de seicentos mil homens a pé, somente os homens, sem contar suas famílias.

Números 1,46 traz uma cifra, resultado de um recenseamento de toda a comunidade dos israelitas: 603.550, unicamente os "maiores de 20 anos, aptos para a guerra", sem contar os levitas.

6585 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook