Uma janela sobre o mundo bíblico

Deus mentiu para Adão e Eva e o diabo falou a verdade?



  • Pergunta de Daniel Garcia Peres, São Paulo
  • 6000
  • 16/01/2016
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Criação | Pecado | Adão


Essa é a pergunta na íntegra do nosso leitor:

Em gênesis 2,16-17 Deus diz a Adão que se comer da árvore do conhecimento do bem e do mau ele certamente morrerá. Em 3,4, a serpente diz a Eva que se ela comer da arvore não morrera e sim terá conhecimento do bem e do mau. Fica claro que Deus mentiu, já que Adão comeu do fruto e viveu 930 anos. E a serpente, que representa o diabo, falou a verdade. Estou me baseando em 2Pedro1,20-211. Por que Deus mentiu? O diabo é o pai da mentira?

Tem um erro fundamental na sua interpretação, que é tentar ver os fatos contados no início da Bíblia como eventos, como história acontecida. Invés são mitos lidos sob a perspectiva da fé, que tentam explicar o ser humano como criatura de Deus, colocada ao centro da criação como imagem e semelhança de Deus (veja aqui uma reflexão mais profunda).

Esse modo de ler a história da criação não contrasta com 2Pedro quando fala da profecia. Nesse versículo que você menciona, o autor fala dos profetas que anunciaram a glória do Messias e nada diz a respeito dos primeiros capítulos da Bíblia.

 

Vida e morte

Você insinua que que Deus mentiu para Adão, anunciando sua morte em caso de transgressão do mandamento de não comer do fruto. A morte, pena da transgressão, está intimamente ligada ao pecado. O pecado afasta o ser humano de Deus, criando morte. Antes dessa transgressão existia a imortalidade.

A morte que vem com o pecado  é um tema frequente na Bíblia: vive quem está em íntima comunhão com Deus e invés a vida do pecador é trevas. Para a serpente, normalmente identificada como o "Adversário" de Deus, o pecado não é morte, mas "abertura dos olhos", "ser como deus". De fato nisso consiste o pecado e a morte, querer ser como deus, esquecendo de ser criatura.

Portanto, em conclusão, do ponto de vista do diabo, Deus está mentindo, pois o "animal astuto" toma a contrapartida da proibição divina, como se Deus quisesse esconder do homem e da mulher o que aconteceria se eles comessem o fruto proibido.

Que Eva foi enganada pela serpente é lembrado também por Paulo em 2Coríntios 11,3.

 

Fruto proibido

O fruto proíbido na cabeça de muitas pessoas está ligado ao sexo. Há muito tempo esse conceito foi eliminado, mas ainda representa a percepção de tantas pessoas. A maçã, fruto que não aparece na Bíblia mas representa o pensamento coletivo do fruto proibido, não tem nada a ver com sexo. O fruto proibido é a vontade de ser como Deus, é a desobediência, é estar longe dos preceitos divinos. O ser humano deve saber que a sua felicidade reside na obediência, no reconhecimento que é criatura, que vem de Deus.

A proibição de comer do fruto da árvore representa para o ser humano representa a fundamental distinção entre o bem e o mal, do certo e do errado, que está à bae de toda responsabilidade.

6000 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook