Uma janela sobre o mundo bíblico

Como estava o estado emocional da mulher do fluxo de sangue, antes de tocar no manto de Jesus?



  • Pergunta de Gláucio Carvalho, Mesquita
  • 2882
  • 17/03/2016
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Mulher do fluxo de sangue | Sangue |


É uma pergunta bastante difícil de responder, pois os três evangelhos sinóticos, que falam do episódio (Mateus 9,20-22; Marcos 5,25-34; Lucas 8,43-48), não dão muitas informações sobre esse aspecto. Podemos apenas fazer deduções.

Para o judaísmo, por causa da sua sacralidade, o sangue não podia ser tocado. Era algo tão importante, que fazia com que as pessoas se tornassem impuras (veja Levítico 15). De fato, não são apenas coisas negativas que tornavam impuras. Lembremos, por exemplo, dos que morreram por que tocaram na arca da aliança.

A lei da pureza queria chamar a atenção dos judeus para elementos importantes da vida e ligar a vida quotidiana à santidade de Deus. Alguns judeus, principalmente os fariseus, transformaram tais leins em "pesos pesados", difíceis de serem suportados pela gente.

A mulher impura, por causa do fluxo de sangue, certamente sofria uma tipo exclusão, pois não podeia, por exemplo, participar do culto, não podia entrar no templo e também na sinagoga. Isso provavelmente não devia ser uma situação agradável. Era uma situação que durava 12 anos. O fato de Jesus ter dito "figlia, vai em paz, a tua fé ti salvou" transforma a sua vida, rendendo-a livre.

É isso que acontece quando se consegue "tocar" em Cristo: a vida ganha nova luz e o que antes era um peso se transforma em suave caminhar!

2882 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook