Uma janela sobre o mundo bíblico

Como se deu a transição do Templo para a Sinagoga?



  • Pergunta de Leoardo Silva, Barueri - SP
  • 1427
  • 18/04/2016
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Sinagoga |


Leonardo Silva de Barueri - SP!!

Respondo sua pergunta a partir da destruição de Jerusalém acontecida no ano 70 d.C. pelo General Romano Tito e a X legião Romana Fretense, no termino de três anos de sitio. A cidade e o Templo de Jerusalém foram destruídos e incendiados.

A partir deste fato acontecido na primavera do ano 70 d.C. o Templo de Jerusalém queimado e destruído estava fechado para os sacrifícios e o culto, não havia mais condições. No Templo não aconteciam mais serviços religiosos e nem sacrifícios eram oferecidos a Deus. Aconteceu o declino com a famosa diáspora, em que os Romanos espalharam os judeus pelo império Romano. As famílias sacerdotais que mantinham a liturgia oficial as orações, sacrifícios e todo o serviço religioso do templo, foram aos poucos desaparecendo de Jerusalém. O partido dos saduceus que congregava grande contingente sacerdotal e formavam o Sinédrio pouco a pouco foi extinto e desaparecendo do cenário.

Por estes motivos longe de Jerusalém na faixa litorânea na cidade de Jâmnia, um grupo de judeus pertencentes aos fariseus, começaram a reorganizar o Judaísmo. Tudo agora se realizava na sinagoga. O culto sinagogal passa a ter importância decisiva, e são os doutores da lei, os fariseus, que organizam a chamada escola de Jâmnia, tendo como chefe organizador o Rabi João bem Zakai.

Duas Legiões romanas passam a controlar a Judeia, e o famoso imposto do Templo a chamada didracma é transferido para os romanos sendo incluído no chamado “fiscus judaicus.

Para os cristãos este fato ajudou a criar identidade aos membros e perseguição.

O livro dos Atos dos Apóstolos mostra as dificuldades que a comunidade cristã nascente começa a ter partir do surgimento das sinagogas.

Até o ano 70 d.C. muitos cristãos ainda iam ao Templo para rezar, não havia barreiras, eles eram identificados como Judeus. Os romanos não complicavam.

Com o surgimento das sinagogas a partir do ano 70 d.C. tudo começou a tornar-se difícil. Os fariseus conhecedores da lei, e da oposição que fizeram a Jesus, começaram a expulsar os cristão da Sinagoga. Não permitiam mais a entrada deles. Os cristãos começam a ter identidade. Se por um lado os cristão passam a ter dificuldades por outro ele se obrigam a ter uma comunidade com a vida autônoma.

Na sinagoga a língua oficial das orações é o hebraico, dificultando a presença de cristãos vindo do paganismo.

1427 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook