Uma janela sobre o mundo bíblico

Por que Jeremias tem uma úlcera que não se cura?



  • Pergunta de Raul Dias, São Paulo
  • 2103
  • 04/08/2016
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Jeremias |


A menção à "úlcera incurável" se encontra em Jeremais 30. No versículo 13 (Bíblia de Jerusalém) lemos:

Não há ninguém para defender a tua causa; para uma úlcera há remédios, mas para ti não existe cura.

Como sempre, é preciso entender o contexto para compreender com clareza tal afirmação.

Os capítulos 30 e 31 de Jeremias são ditos "livro da consolação" e foram escritos, exceto as glosas, foram escritos no tempo do rei Josias, um rei dito bom, que fez a reforma religiosa em Israel, eliminando o sincretismo religioso e estabelecendo a fé javista. Ele fez a assim chamada "reforma deuteronômica". Esse período fez crescer a esperança religiosa e também a esperança no reino davídico. O Reino do Norte tinha sido conquistado pela Assíria, que agora estava em declínio. Isso dava esperança aos exiliados do Norte de poderem voltar e a eventual conquista da Samaria por Josias fazia crescer a esperança nacional. É isso que canta Jeremias: Yahweh ama ainda o reino do norte e fará voltar os exiliados às suas terras e assim recriará a unidade religiosa em torno de Sião.

Apesar dessa esperança, o profeta sublinha o pecado do povo, uma ferida incurável (Jeremias 30,14). Por causa dessas faltas, o povo sofre o exílio. Mas a mão do Senhor destroi os inimigos e cura as feridas do seu povo (Jeremias 30,17) e a sorte de Jacó (povo de Israel) será mudada:

Terei compaixão de suas moradas; uma cidade será reconstruída sobre suas ruínas, e um palácio será instalado em seu verdadeiro lugar (Jeremias 30,18).

 

A úlcera e a mão de Deus

Na verdade não se fala da úlcera de Jeremias, mas do pecado que o povo cometeu, abandonando o Senhor. Na visão bíblica, essa é a causa do exílio, primeiro de Israel, Reino do Norte (Samaria), e depois de Judá, Reino do Sul (Jerusalém). Essa chaga é algo que não tem cura, em si. Pode somente ser remediada pela graça de Deus, que, misericordioso, não deixa seu povo abandonado, mas o traz de volta para a sua morada.

O povo, disperso por causa do pecado, será novamente reunido, Israel e Judá, "para que sirma na terra a Iahweh, seu Deus, e a Davi, o seu rei" (Jeremias 30,9). Essa reunião do povo será um dos temas muito importante da Bíblia, principalmente dos profetas do exílio (Isaías e Ezequiel) e também depois (Zacarias).

2103 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook