Uma janela sobre o mundo bíblico

Deus tem nome?...Qual é?



  • Pergunta de Matilde Pimentel, Açores
  • 1977
  • 02/09/2016
Ivete Holthmam

Leia mais sobre Javé, Jeová, Yahweh, Nome de Deus |


Sim, Deus tem um nome pessoal. Quando Moisés pastoreava as ovelhas de Jetro e subiu a Montanha de Deus, teve uma revelação na sarça, foi uma experiência profundo onde Deus se deu a conhecer.  

Vamos dar uma olhada no que a Bíblia diz:

Moisés disse a Deus: “Quando eu for aos filhos de Israel e disser: ‘O Deus de vossos pais me enviou até vós’; e me perguntarem: ‘Qual é o seu nome?’, que direi?”  Disse Deus a Moisés: “Eu sou aquele que é”. Disse mais: “Assim dirás aos filhos de Israel: ‘EU SOU me enviou até vós’”. (Êxodo 3, 13-14).

Como você pode ver, Deus declara seu próprio nome "EU SOU". No entanto, algumas pessoas dizem que o nome de Deus é Jeová, ou Yahweh. A razão pela qual isso é dito é porque em hebraico (o livro do Êxodo foi escrito em hebraico), a palavra para "EU SOU" é  יהוה.  Que transliterado fica YHWH. Estas quatro letras são conhecidas como o Tetragrammaton ( Yod-Hei-Vav-Hei). É por isso que um monte de traduções para o português vai dizer que o nome de Deus é Jeová, ou Javé. É uma transliteração dessas quatro letras. Na verdade, ninguém sabe como se pronuncia porque no hebraico não existia vogais.

No pensamento judaico, um nome não é apenas uma designação arbitrária, uma combinação aleatória de sons. O nome transmite a natureza e essência da coisa nomeada. O nome de Deus reflete seu caráter, sua existência, sua Majestade, etc.

Linguisticamente, está relacionado com a raiz hebraica Hei-Yod-Hei (ser), e reflete o fato de que a existência de Deus é eterna. Na escritura, esse nome é usado quando se discute a relação de Deus com os seres humanos, e quando enfatizamos suas qualidades de bondade e misericórdia. Com muita frequência vem abreviado para Yah (Yod-Hei), Yahu ou Yeho (Yod-Hei-Vav), especialmente quando usado em combinação com nomes ou frases, como em Yehoshua (Josué, que significa "o Senhor é a minha salvação"), Eliyahu (Elias, que significa "meu Deus é o Senhor") e Aleluia ("louvai o Senhor").

Outros "nomes" de Deus

O primeiro nome usado para Deus nas Escrituras é Elohim. Na forma, a palavra é um masculino plural de uma palavra que parece feminino no singular (Eloha). Este nome é usado nas Escrituras quando se enfatiza o poder de Deus, Seu poder criador, e Seus atributos de justiça e reinado. Variações sobre este Nome incluem El, Eloha, Elohai (meu Deus) e Eloheynu (nosso Deus).

Deus também é conhecido como El Shaddai. Este nome é normalmente traduzido como "Deus Todo-Poderoso", no entanto, a derivação da palavra "Shaddai" não é conhecida. O nome Shaddai é o escrito em pergaminho e colocado na mezuzah (se coloca na porta da casa dos judeus). Alguns observam que Shaddai é um acrônimo de Somer Daltot Yisrael, guardião das portas de Israel.

Outro significativo nome de Deus é YHVH Tzva'ot. Este nome é normalmente traduzido como "Senhor dos Exércitos." A palavra "tzva'ot" significa "exércitos" no sentido de um agrupamento militar ou um conjunto organizado. O nome refere-se à liderança e soberania de Deus. Curiosamente, este nome é raramente usado nas escrituras. Ele nunca aparece na Torá (ou seja, os cinco primeiros livros). Aparece principalmente nos livros proféticos de Isaías, Jeremias, Ageu, Zacarias e Malaquias, bem como muitas vezes nos Salmos.

Pronunciar o nome de Deus

Nada na Bíblia proíbe uma pessoa de pronunciar o nome de Deus. Na verdade, é evidente a partir da escritura que o nome de Deus foi pronunciado normalmente. O nome foi pronunciado como parte de serviços diários no Templo.

O que é proibido é pronunciar o nome de Deus em vão “ Não tomarás o nome do senhor teu Deus em vão... (Ex 20,7)

Embora a proibição da pronúncia só se aplique às quatro letras do Nome, judeus habitualmente não pronunciam qualquer um dos muitos nomes de Deus, exceto na oração ou no estudo. A prática usual é a de substituir letras ou sílabas, de modo que Adonai se torna Ha-Shem; Eloheynu e Elohim tornou Elokeynu e Elokim; etc.

Com o Templo destruído no ano 70 e a proibição de pronunciar o nome do lado de fora do Templo, a pronúncia do nome caiu em desuso. Estudiosos transmitiram a pronúncia correta de YHVH para muitas gerações, mas, eventualmente, a pronúncia correta foi perdida, e já não sabemos com toda a certeza como se pronuncia. Não se sabe que vogais foram usadas, ou mesmo se o Vav no nome foi uma vogal ou uma consoante. Alguns estudiosos religiosos sugerem que o nome era pronunciado "Yahweh", mas outros não encontram esta pronúncia particularmente convincente.

Algumas pessoas tornam as quatro letras do nome como "Jeová", mas esta pronúncia é particularmente improvável. A palavra "Jeová" vem do fato de que os antigos textos judaicos usavam as vogais do nome "Adonai" (o substituto habitual para YHVH) sob as consoantes de YHVH para lembrar as pessoas de não pronunciar YHVH como está escrito.

1977 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook