Uma janela sobre o mundo bíblico

Na época do Profeta Miquéias Jerusalém estava dominada por uma grande inimiga, que promovia a opressão, a injustiça e a falsidade. Que inimiga era essa?



  • Pergunta de Adriano Castelo Branco Gomes, Coari - AM
  • 1104
  • 15/10/2016
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Miquéias |


Diz ainda Adriano:

Segundo o Profeta Miquéias, a decadência de Jerusalém é consequência das ações do opressor, e também, do povo. Qual atitude se deve esperar, então, desse povo?

_____________

Olá Adriano Castelo Branco Gomes de Coari - Am!

 

Quem é a grande inimiga que fala Miqueias em seu livro?

Para Miquéias a grande inimiga não vem de fora, mas ela está muito perto. Miqueias acusa como os inimigos do povo o próprio Rei e seus ministros e os falsos profetas.

Eles saquearam tudo e sortearam as terras que pertenciam as famílias para dar a outros. Ninguém pode recuperar suas terras.

Portanto o Rei para paga aqueles que estão a seu serviço, para mantê-lo no poder, passou usurpar as terras pertencentes as famílias, acabando o que foi sempre posse comunitária e começando a vigorar a lei do latifúndio.

 

Outro inimigo os falsos profetas.

Os falsos profetas passam a anunciar profecias que não condenam injustiças, querem ser anunciadores de uma paz irreal. Deus condena atividade destes profetas.

 

Qual a atitude do povo frente esta realidade cruel?

Se pode resumir tudo em uma frase aquilo que Deus quer do seu povo na vivência da aliança:

“Praticar o direito, amar a misericórdia, caminhar humildemente com o seu Deus”  (Miquéias 6,8) Bíblia de Jerusalém.

_____________

Consulta:

  • Casonatto, Odalberto Domingos, Mês da Bíblia 2016: Seguindo o profeta Miquéias, Paróquia São Francisco, Porto Alegre, setembro 2016

1104 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook