Uma janela sobre o mundo bíblico

Quem eram os Escribas? Atitudes políticas, ideologia, práticas religiosas...



  • Pergunta de Elizabete Andrade Gonçalves , Belo Horizonte - MG
  • 1599
  • 17/10/2016
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Escribas |


Olá Elizabete Andrade Gonçalves de Belo Horizonte - MG!

Para sua pergunta encontramos várias respostas junto com outras preocupações bíblicas que já foram respondidas no portal passível de consulta. Como agora sua pergunta se refere em específico aos escribas, em forma reduzida deixo algumas informações para sua compreensão.

Para início de conversa nos evangelhos muitas vezes aparece nas narrações discussões que Jesus enfrentou com os escribas e fariseus. Vejamos o texto de Mateus 23,2:

“Os escribas e fariseus estão sentados na cátedra de Moisés” (Mateus 23,2) Bíblia de Jerusalém. Neste texto cátedra de Moises se refere a sinagoga.

Quem eram os Escribas?

Eles eram encarregados para ensinar e interpretar as escrituras, que tinham muito se dedicado e estudado. Eles traduziam as escrituras, Abriam escolas para o ensino da escritura e a interpretação da lei. Se preocupavam para que as sinagogas funcionassem.

Podemos dizer que os escribas eram os especialistas da lei judaica. Enquanto os sacerdotes no templo se dedicavam aos sacrifícios de animais, os escribas explicavam as escrituras e pesquisavam as interpretações da lei.

Muitos pertencentes ao grupo político dos fariseus, recebiam instruções das escrituras e da lei e se tornavam escribas-fariseus.

Os estudos obrigatórios

Para ser um escriba as não basta querer, deverá se dedicar longos anos de estudo nos escritos sagrados e um perfeito conhecimento da lei judaica. Deveria também conhecer os detalhes das tradições judaicas para orientar as pessoas. Geralmente era conferido o título de escriba a uma pessoa de índole reta e idônea, aceita pelos outros escribas e ter mais de 40 anos de idade. A partir disto ele usava uma vestimenta especial que o identificava como escriba ganhando reputação na comunidade. Andando pelas ruas era saudado e cumprimentado.

Politicamente, a que grupo pertencia?

Não podemos precisar uma resposta somente. De modo geral pertenciam a classe dominante de Jerusalém. Pertenciam muitos deles ao Sinédrio, que procurava manter uma aparência boa com os romanos.

Os escribas que eram judeus, contestavam politicamente a presença do império Romano na Palestina.

Depois da destruição de Jerusalém em 70 d C, com o término dos serviços do Templo de Jerusalém e o nascimento das Sinagogas controladas pelos fariseus, os escribas também passa a ter mais influência social e política.

A ideologia dos escribas

Apesar do povo manter respeito aos escribas, passaram a ter medo deles depois que começaram a controlar ideologicamente o povo. Muitos deles estavam ligados a classe dominante.

Na época de Jesus havia duas correntes de pensamento:

  1. os que aceitavam a presença dos Romanos na Palestina
  2. os que eram contrários a dominação romana.

Qual era a pratica religiosa dos escribas?

Ligados ao Templo de Jerusalém e as sinagogas espalhadas pelo território palestinense os escribas se dedicavam ao ensino e a interpretação das escrituras. Este serviço prestado deu a eles o direito de serem chamados doutores da lei. Traduziam as escrituras, atuavam nas escolas existentes nas sinagogas e estavam presentes nos cultos das sinagogas interpretando a lei.

1599 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook