Uma janela sobre o mundo bíblico

Raquel, Zípora eram pastoras. Por que hoje as pastoras são tão perseguidas e seu chamado não é aceito pelos homens?



  • Pergunta de Cacilda, Rj
  • 1411
  • 21/07/2017
Luiz da Rosa

Leia mais sobre Pastor | Ovelhas |


É uma reflexão muito importante. Infelizmente trata-se de um aspecto cultural. Há igrejas que têm como líderes mulheres muito comprometidas e de forte carisma. Há tantas outras, infelizmente a maioria, que são "tocadas" por mulheres, mas que não aparecem, que ficam por trás; são pilares que não aparecem. É uma questão de injustiça, de preconceito e fruto do machismo que ainda impera na sociedade, em alguns lugares mais do que em outros.

Muitas discussões teológicas se baseiam no fato que Jesus escolheu "apóstolos", homens para serem aquela comunidade mais próxima dele, encarregada de levar a palavra pelo mundo afora. Isso também era fruto daquele tempo, afinal de contas Jesus se encarnou em uma realidade concreta, assumindo plenamente a condição humana, embora não se limitasse a ela. Há elementos bíblicos que demonstram a transcendência temporal e a visão profética em relação às mulheres. Nos evangelhos conseguimos ver que muitas mulheres seguem a Cristo, que também anunciam a sua mensagem, como depois da ressurreição. Também em Atos e nos escritos paulinos se sublinha o papel da mulher, além de várias personagens do Antigo Testamento que foram protagonistas da história de Israel.

Em um momento em que teoricamente a mulher é emancipada, tem seus direitos reconhecidos e evidentemente é igual ao homem diante de Deus, não existe razão para ela ficar "escondida" nas nossas comunidades. A igreja é uma família e em toda a família a mulher é protagonista.

 

A imagem de pastor

Já no tempo bíblico ser pastor não era algo tão edificante e também não o é hoje onde existem as ovelhas. Precisa estar no meio das ovelhas, se "misturar" com a sua catinga, ficar isolados durante todo o dia, procurando pasto para os animais... Davi, quando foi ungido, estava no campo atrás do rebanho do pai. É provável que sendo o mais novo entre os irmãos fosse encarregado do trabalho mais ingrato.

Apesar dessa realidade, Jesus usa essa metáfora para si mesmo e se apresenta como bom pastor, que cuida com afinco e sinceridade das suas ovelhas.

1411 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook