Uma janela sobre o mundo bíblico

O que podemos dizer quanto ao que está escrito em Gênesis 9,4; e Levíticos 3,17; 7,26-27?



  • Pergunta de Luiz Antônio Vaz De Lani, Porto Alegre - RS
  • 635
  • 03/08/2017
Odalberto Domingos Casonatto

Leia mais sobre Sangue |


O que podemos dizer quanto ao que está escrito em Gênesis 9,4; e Levíticos 3,17; 7,26-27?

Pergunta em forma extensa:

Eu estive lendo um artigo aqui neste site sobre a questão de comer carne, ou não, e concluí que comer carne não é errado. No entanto, minha dúvida que ficou foi a seguinte: se comer carne não é errado, o que podemos dizer quanto ao que está escrito em Gênesis 9,4; e Levíticos 3,17; 7,26-27?

Olá Luiz Antônio Vaz De Lani de porto Alegre!

Seguido recebemos perguntas, que trazem dúvidas ou dificuldade de interpretação dos textos do Antigo Testamento. Este assunto que perguntas com referência ao comer carne de animais, é um destes.

A primeira parte julgaste correto. De fato chegaste a uma compreensão do que Jesus nos deixa determinado, para seu seguimento e a vida cristã. A questão da lei do puro e do impuro em vigor no judaísmo na época de Jesus e que continua até nos dias de hoje Jesus interpreta de outra forma. Mostra verdadeiramente o que Deus quer que façamos a respeito. Procura convencer os primeiros cristão a respeito da superação de uma série de preceitos que em vez de aproximarem as pessoas como verdadeiros filhos de Deus os afastam. Exemplo: comer o pão que um pagão colou a mesa, tornava a pessoa impura e necessitava de purificação. A questão do tipo de carne para serem consumidas, etc... Tudo isto já tens uma boa compreensão.

A dúvida são as abordagens do Antigo Testamento.

Para início de compreensão o livro do Levítico indica as normas para a vivência no judaísmo, e não no cristianismo, Jesus mostra um outro caminho.

Vejamos uma das citações que colocastes: Levítico 7,26-27: o texto é este:

26 Não tomareis, para sustento vosso, sangue de animal, algum, tanto de aves, como dos rebanhos. 27 Toda a pessoa, que comer do sangue, perecerá do meio do povo. (Levítico 7.26-27). Bíblia Sagrada, Tradução e Comentário organizado pelo Padre Santos Farinha, Editora América, São Paulo 1950.

A primeira vista entramos em conflito, contrapondo o que Jesus nos ensina e o que o livro do Levítico apresenta.

Para uma melhor compreensão devemos nos situar, o povo de Deus no Antigo Testamento, estava no deserto, em que existe uma temperatura extrema, dificultando a conservação da carne, e do sangue dos animais. A proibição que o Levítico apresenta, tem caráter higiênico, o que o versículo 25 fala de não ingerir a gordura dos animais, é correto, sabemos o mal que faz consumirmos em forma exagerada, carnes gordas de animais. É no sangue dos animais que circulam também grande quantidade de germens que causam inúmeras moléstias infecciosas.

Conforme: Gueneau de Muny, Étude sur l’hygiène de Moise, pág. 8-9.

Usando nossa razão não é difícil de entender o que o livro do levítico proibia, como maneira de preservar a saúde do povo caminhando no deserto. Assim é compreensivo que devemos ler o Antigo Testamento, mas sempre utilizando fatores culturais e do tempo que nos ajudem a entender o texto.

Mas ainda penso que seria melhor, ler o Novo Testamento e debruçarmos na sua compreensão e vivência do que perder muito tempo em texto que para a compreensão nos dias de hoje é difícil. Aconselho que continue a buscar informações.

635 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook