Uma janela sobre o mundo bíblico

Inspiração e verdade na Bíblia



Luiz da Rosa

Leia mais sobre Bibliografia bíblica | Inspiração |


A Pontifícia Comissão Bíblica, órgão da Igreja Católica, está reunida desde segunda-feira, dia 20, em sua assembleia anual para estudar, a partir da proposta do Sínodo dos Bispos de outubro passado, o tema «Inspiração e verdade na Bíblia», até o próximo dia 24 de abril.
Os trabalhos desta Comissão, criada por Leão XIII em 1903 para defender a ortodoxia na interpretação das Escrituras e promover seu estudo científico, e dependente da Congregação para a Doutrina da Fé, são dirigidos pelo sacerdote jesuíta Klemens Stock, que é secretário da comissão, e presididos pelo prefeito, cardeal Levada.

Stock explicava no L'Osservatore Romano, na edição italiana desta terça-feira, que atualmente a Comissão trabalha na publicação, em vários idiomas, de um documento sobre a relação entre a Bíblia e os atos morais, tema que ocupou as reflexões do último quinquênio.

Este documento, cujas versões em italiano e inglês foram publicadas ao término da plenária do ano passado, tem por título «Bíblia e moral. Raízes bíblicas do atuar cristão».

Segundo o secretário da Comissão, trata-se de um «importante documento» que pretende orientar a reflexão moral sobre problemas atuais, sobre os quais a Bíblia não dá explicitamente uma orientação (impossível na época na qual se escreveu), como as questões relacionadas à bioética, por exemplo.

«Hoje se apresentam muitos problemas morais desconhecidos para os autores bíblicos – explica o Pe. Stock. Isso propõe a pergunta de se a Bíblia tem algo a oferecer para solucioná-los, ainda que não se possam encontrar nela respostas pré-fabricadas.»

O documento, portanto, «indica alguns critérios que podem guiar na busca de normas justas para os problemas atuais», através de dois critérios básicos: «a conformidade com a visão bíblica do ser humano e a conformidade com o exemplo de Jesus».

«A visão bíblica destaca a dignidade da pessoa humana e seu chamado à comunhão íntima com Deus. Por outro lado, Jesus é o exemplo do atuar perfeito. Seu comportamento e suas instruções são o ponto de orientação para o atuar dos cristãos», explica o biblista.

1627 visitas



Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook