Uma janela sobre o mundo bíblico

Depois do casamento civil o casal já pode ter relacionamento ou tem que esperar o religioso?



  • Pergunta de Eberson, Cuiabá - MT
  • 2596
  • 15/08/2017
Odalberto Domingos Casonatto

Olá Eberson de Cuiabá - MT!

A pergunta vai em direção ao Código de Direito Canônico que para os católicos orientam as questões matrimoniais, ou deveríamos para responder pedir auxílio a Telogia Moral.

Sabemos que o correto é: O casal começar a conviver, depois do casamento religioso, na noite nupcial fica confirmado aquilo que o casal jurou no altar.

Está pratica do casamento religioso, permance na mente dos casais, devido ao fato, que até o advento da República 1889, no regime de padroado entre Igreja e Estado, existia somente o casamento religioso, sendo este que fornecia o documento legal. O Brasil abrindo suas portas a ondas imigratórias, que professavam outras crenças, agiu bem modificando este privilégio que a Igreja Católica possuía.

Geralmente o casamento civil acontece no mesmo dia do religioso, como casamento religioso na maior parte das vezes no dia de sábado, acontecendo o casamento religioso com efeitos civis (com a presença do oficial do cartório ou não), o casal assina no final da cerimônia, documentos de casamento civil e religioso.

A realidade atual:

Na verdade o que está acontecendo, de forma muito acelerada, é a pouca importância dos novos casais por esta cerimônia religiosa, sendo atualmente uma preocupação das Igrejas com a família que está se formando e o matrimonio.

Constatamos:

- Diminuição drástica dos casamentos religiosos. A percentagem é alarmante.

- Muitas noivas casam no religioso, estando já gravidas.

- Muitos casais nem casam no civil.

- Existe muitas separações de casais jovens, casam, mas já está escrito se não der certo se separam.

Concluindo: Devido a todas estas mudanças com respeito ao matrimonio, a pergunta perde a força em querer dar orientações aos casais de noivos. A questão religiosa do casamento é deixada por último para ser resolvida. Não é preocupação se antes do casamento religioso, já coabitaram ou não.

Entretanto apesar de navegarem contra a corrente os noivos que observarem o que é dado como correto, não terão motivos de algum arrependimento. No meu modo de pensar ganharão com isto.

2596 visitas


A resposta dos autores do site se encontra aqui acima.
Eventuais comentérios postados abaixo, via FaceBook, não representam o nosso parecer,
mas são de exclusiva responsabilidade dos seus autores.


Comentários

Os comentários são possíveis somente através da sua conta em FaceBook