Quando se fala de Levitas cantores, uma passagem clássica é aquela de 2Crônicas 5,12-14, onde se descreve o início das atividades de culto no Templo que acabara de ser construído por Salomão. Assim lemos:

Todos os levitas cantores das famílias de Asaf, de Emã e de Iditun, com seus filhos e irmãos, estavam vestidos de linho fino e tocavam címbalos, lira e cítara, todos de pé, ao leste do altar. Com eles havia cento e vinte sacerdotes que tocavam trombetas. Como se fossem um só, os tocadores de trombeta e os outros músicos puseram-se a tocar juntos, celebrando a Javé. Quando levantaram a voz ao som das trombetas, címbalos e outros instrumentos, celebrando a Javé, «porque ele é bom, porque o seu amor é para sempre», o Templo se encheu com a nuvem da glória de Javé.

Resulta evidente que os descendentes da tribo de Levi tinham, entre outras funções, a tarefa de animar a liturgia com instrumentos musicais e com o canto. A tribo de Levi, no momento da distribuição da terra entre as tribos, não ganhou uma herança em propriedade de terra, pois ficou responsável pela vida litúrgica do povo de Israel, sobrevivendo graças à ajuda dada através do dízimo.

A pergunta que você põe propõe uma resposta que considere colocar em paralelo a atividade dos sacerdotes de então com os cantores das nossas comunidades de hoje. Em relação à função que tais pessoas têm, o paralelismo é bastante claro. A questão mais delicada é a terminologia: “levita”.

Essa questão nasce da preocupação de ser fieis à Bíblia. Se existe essa preocupação de fundo, que pode ser julgada como um pouco estravagante aplicada à esse tema, deveria ao menos ser coerente. Do ponto de vista do povo judeu, não é possível ser judeu exceto através do nascimento de uma mãe que pertence ao povo ou através da conversão ao judaísmo. E, para ser ligado à uma das tribos, exige-se que seja descendente de outra pessoa daquela mesma tribo. Provar a descendência de certa tribo de Israel é, hoje em dia, uma tarefa muito complicada.

Diante dessa considerações, vejo inoportuno usar o termo “levitas” para os animadores das liturgias das nossas comunidades, como também acho inoportuno usar o termo “apóstolo” para outras pessoas da nossa comunidade, pois trata-se de um termo dedicado exclusivamente àqueles discípulos chamados pessoalmente por Cristo.

Se quiser aprofundar a questão sacerdotal na bíblia, leia essa outra resposta.